Título: Uma Canção de Ninar;
Autor(a): Sarah Dessen;
Editora: Seguinte;
Número de Páginas: 320;
Ano de Lançamento: 2016.
Livro no Skoob

Foto:
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Remy não acredita no amor. Sempre que um cara com quem está saindo se aproxima demais, ela se afasta, antes que fique sério ou ela se machuque. Tanta desilusão não é para menos: ela cresceu assistindo os fracassos dos relacionamentos de sua mãe, que já vai para o quinto casamento. Então como Dexter consegue fazer a garota quebrar esse padrão, se envolvendo pra valer? Ele é tudo que ela odeia: impulsivo, desajeitado e, o pior de tudo, membro de uma banda, como o pai de Remy — que abandonou a família antes do nascimento da filha, deixando para trás apenas uma música de sucesso sobre ela. Remy queria apenas viver um último namoro de verão antes de partir para a faculdade, mas parece estar começando a entender aquele sentimento irracional de que falam as canções de amor.

Mais novidades literárias, dessa vez com a Verus Editora! Com autoras amadas como Carina Rissi e Jamie McGuire, mais uma estreia que promete conquistar e fazer suspirar vários corações ao redor desse Brasil! Bora conferir? ;)

Quando a Noite Cai
de Carina Rissi
476 páginas

Briana Pinheiro sabe que não é a pessoa mais sortuda do mundo. Sempre que ela está por perto algo vai mal, especialmente no trabalho. Por isso é tão difícil manter um emprego. E a garota realmente precisa de grana, já que a pensão da família não anda nada bem. Mas esse não é o único motivo pelo qual Briana anda perdendo o sono. Quando a noite cai e o sono vem, ela é transportada para terras distantes: um mundo com espadas, castelos e um guerreiro irlandês que teima em lhe roubar os sonhos... e o coração. Depois de ser demitida — pela terceira vez no mês! —, Briana reúne coragem e esperanças e sai em busca de um novo trabalho. É quando Gael O’Connor cruza seu caminho. O irlandês de olhar misterioso e poucas palavras lhe oferece uma vaga em uma de suas empresas. Só tem um probleminha: seu novo chefe é exatamente igual ao guerreiro dos seus sonhos. Enquanto tenta manter a má sorte longe do escritório, Briana acaba por misturar realidade e fantasia e se apaixona pelo belo, irresistível e enigmático Gael. Em uma viagem à Irlanda, a paixão explode e, com ela, o mundo de Briana, pois a garota vai descobrir que seu conto de fadas está em risco — e que talvez nem mesmo o amor verdadeiro seja capaz de triunfar...

Imagem encontrada no Google, aqui.

Já havia tempo eu ouvia e lia comentários de pessoas diversas entre as redes sociais sobre os famosos doramas, mais especificamente os dramas coreanos, ou simplesmente k-dramas, mas até então, por mais elogiosas que fossem as opiniões, eu nunca havia parado para assistir um de verdade por, de certa forma, não estar acostumada ao estilo e acabar estranhando o tipo de enredo e atuações. Mas... sabem de uma coisa? Fico me perguntando agora como não os conheci antes. 

Indagações como essa à parte, foi no mês de Abril desse ano que finalmente parei para dar uma chance à eles e, ainda que tenha, sim, recebido indicações de por quais começar a ver o formato, acabei esquecendo delas e, perambulando despretensiosamente pela Netflix, como tanto gosto de fazer de vez em quando, encontrei alguns títulos que conseguiram me chamar mais ainda a atenção, e irei falar sobre um deles hoje, que acabou não apenas prendendo minha atenção como, ainda, virando um verdadeiro favorito, chamado D-Day.

Mês de Maio na área, e já temos mais lançamentos imperdíveis por vir! Começando com a Editora Arqueiro, desde Diana Gabaldon, Ursula K. Le Guin, Thalita Rebouças e mais, além do relançamento do primeiro livro de Nicola Yoon, que vocês conferem a seguir!

Tudo e Todas as Coisas
de Nicola Yoon
280 páginas

Tudo envolve riscos. Não fazer nada também é arriscado. A decisão é sua.
A doença que eu tenho é rara e famosa. Basicamente, sou alérgica ao mundo. Não saio de casa. Não saí uma vez sequer em 17 anos. As únicas pessoas que eu vejo são minha mãe e minha enfermeira, Carla.
Então, um dia, um caminhão de mudança para na frente da casa ao lado. Eu olho pela janela e o vejo. Ele é alto, magro e está todo de preto: blusa, calça jeans, tênis e um gorro que cobre o cabelo. Ele percebe que eu estou olhando e me encara. Seu nome é Olly.
Talvez não seja possível prever tudo, mas algumas coisas, sim. Por exemplo, vou me apaixonar por Olly. Isso é certo. E é quase certo que isso vai provocar uma catástrofe.

Antes de qualquer coisa... UM FELIZ DIA DAS MÃES para todas as mamães guerreiras, leitoras ou não, desse mundo, ou mesmo as avós, tias, irmãs, ou até pais que desempenham esse papel na vida de alguém. Que Deus abençoe à todos! 

E para entrar no clima da data hoje, trago um post para homenagear algumas mães literárias que muito me marcaram em suas respectivas histórias! O 2.0 do título refere-se a eu já ter feito um post similar, em 2015, que você pode conferir aqui, e hoje trago mais alguns exemplos para vocês. Infelizmente em um número menor do que do post anterior, porque não tenho lido muitos livros onde o papel da mãe tenha sido desempenhado por uma personagem que realmente lhe faça jus ou mesmo que seja presente, o que é realmente uma pena, e fica aqui o meu apelo para, você que é escritor(a), dar um pouco mais de atenção às mães de seus personagens também e representá-las da forma que merecem. ^_^ E, bem, vamos ao post? ;)

Tia Berenice (Mentira Perfeita)

A primeira mamãe da lista, que por vezes não o é biologicamente falando, mas não deixa de ser inesquecível e honrar o papel, é a Tia Berenice, aquela que ficara responsável pela Júlia desde que ela era criança, após a que seria a biológica tê-la abandonado tão facilmente. Tia Berê é o exemplo de que não se precisa compartilhar o mesmo DNA ou por vezes o sangue para ser uma mãe de verdade. Seu amor por Júlia é autenticamente de mãe pela sua filha, e a relação de cumplicidade e respeito entre ambas é tão linda que muito me emocionou durante a leitura! Impossível não lembrar dele para esse top 3!

Título: Lola e o Garoto da Casa ao Lado;
Trilogia: Anna, Lola & Isla #2;
Autor(a): Stephanie Perkins;
Editora: Novo Conceito;
Número de Páginas: 288;
Ano de Lançamento: 2012.
Livro no Skoob

Foto:
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

A designer-revelação Lola Nolan não acredita em moda… ela acredita em trajes. Quanto mais expressiva for a roupa — mais brilhante, mais divertida, mais selvagem — melhor. Mas apesar de o estilo de Lola ser ultrajante, ela é uma filha e amiga dedicada com grandes planos para o futuro. E tudo está muito perfeito (até mesmo com seu namorado roqueiro gostoso) até os gêmeos Bell, Calliope e Cricket, voltarem ao seu bairro.
Quando Cricket — um inventor habilidoso — sai da sombra de sua irmã gêmea e volta para a vida de Lola, ela finalmente precisa conciliar uma vida de sentimentos pelo garoto da porta ao lado.